Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

NOSSA ATUAÇÃO

EXCELÊNCIA EM AVALIAR CAMINHOS, FORMALIZAR RESULTADOS E CONSTRUIR UM REFERENCIAL DE FUTURO. EXCELÊNCIA EM CONTINUIDADE.

Acreditamos que o legado de uma família não deve se perder no tempo. Como também, acreditamos que o legado de uma família é maior que a soma de bens e negócios. Legado também é a reputação, crenças, valores e histórias.

Fornecemos à sua família as ferramentas e informações necessárias para que você se concentre na concretização de seus objetivos e sonhos, nos planos que precisa para chegar lá e nas ações que você tomará para manter sua família no caminho e em harmonia a longo prazo.

PLANEJAMENTO SOCIETÁRIO

PERPETUAR

O primeiro passo para o longo prazo está na implementação de estruturas societárias para o controle patrimonial familiar. Atuamos na constituição de veículos de investimento e sociedades que concentrem a propriedade de imóveis ou empresas operacionais (holdings), no Brasil e/ou no exterior. Ainda, prestamos consultoria sobre a conveniência de reorganização societária (cisão, incorporação e transformação) de sociedades de controle familiar para fins sucessórios, planejamento tributário ou de organização de ativos.

Somos especialistas em constituir Sociedade Anônima de capital fechado como ferramenta de controle e administração de patrimônio e investimentos. Desenvolvemos métodos de controle que otimizam os benefícios disponíveis para este tipo de sociedade de capital, bem como, criamos rotinas operacionais de baixo custo que viabilizam uma excelente relação custo versus benefício.

PROTEÇÃO PATRIMONIAL

PERPETUAR

Empreender implica, necessariamente, em assumir riscos. Enxergamos todos os empreendedores como homens e mulheres resilientes.

Atuamos na implementação de estruturas societárias para o controle patrimonial familiar, de modo que, a finalidade também seja reduzir a exposição do patrimônio aos fatores de risco de perda, garantindo a preservação do patrimônio.

Os riscos ao patrimônio familiar podem ser originados por relações pessoais (família ou sociedade) como também da própria atividade econômica da família sob os aspectos fiscais, tributários, jurídicos ou setoriais.

A proteção patrimonial se faz presente pela constituição de veículos de investimento e sociedades que concentrem a propriedade de imóveis ou empresas operacionais (holdings). A elaboração de acordo de acionistas e demais instrumentos de planejamento sucessório somados as práticas de Governança Corporativa viabilizam uma gestão profissional capaz de conter conflitos de interesses. Preservar as relações pessoais entre familiares e dos profissionais envolvidos no processo produtivo é também uma medida de proteção patrimonial.

FAMÍLIAS E SUCESSÕES

PERPETUAR

Uma empresa familiar enfrenta desafios únicos. E tem vantagens únicas. Enquanto outras organizações medem suas realizações por trimestres, uma empresa familiar o faz por gerações. Enquanto alguns se concentram no valor econômico, uma empresa familiar precisa se preocupar também com os valores culturais a fim de preservar a empresa para os seus sucessores e, talvez, deixar sua marca para a posteridade.

Por outro lado, a dinâmica familiar e alguns fatores não comerciais podem inviabilizar até mesmo a mais rentável das empresas, especialmente em situações como uma transição de gerações.

SUCESSÃO DA LIDERANÇA

Atuamos no processo de transição da liderança fornecendo as partes, sendo estes, familiares ou profissionais, ferramentas que tem como objetivo definir regras e políticas para a gestão dos negócios.

SUCESSÃO PATRIMONIAL

Sabemos que falar de herança pode gerar desconforto, uma vez que, associamos o assunto ao luto. A entrega de patrimônio para herdeiros com a ausência pode ser definida por meio de regras de tem por finalidade evitar conflitos e manter o controle patrimonial no âmbito familiar, como também, estabelecer uma estratégia de economia tributária.
Ainda, a entrega de patrimônio pode se dar por meio da doação de bens em vida. Atuamos no estudo para a melhor modalidade de doação para que, esta modalidade de sucessão patrimonial aconteça em coerência com a lei e entregue realmente os benefícios planejados.

GOVERNANÇA CORPORATIVA

A Família Empresária que deseja prosperar e se perpetuar nos negócios, precisa estar atenta e adotar um sistema de Governança Corporativa e Governança Familiar que atenda aos seus anseios e consiga integrar e engajar as novas gerações.

É impensável uma sucessão dos negócios ou uma gestão sólida entre sócios familiares, sem que se tenha adotado um sistema estruturado de Governança Corporativa e Governança Familiar.

Quando se trata de Governança Corporativa, no Brasil temos por referência o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa – IBGC, do qual somos filiados e possuímos profissionais treinados, capacitados e habilitados.

Governança Corporativa é o sistema pelo qual as empresas e demais organizações são dirigidas, monitoradas e incentivadas, envolvendo os relacionamentos entre sócios, conselho de administração, diretoria, órgãos de fiscalização e controle e demais partes interessadas.

As boas práticas de Governança Corporativa convertem princípios básicos em recomendações objetivas, alinhando interesses com a finalidade de preservar e otimizar o valor econômico de longo prazo da organização, facilitando seu acesso a recursos e contribuindo para a qualidade de gestão da organização, sua longevidade e o bem comum.

TRANSPARÊNCIA

Consiste no desejo de disponibilizar para as partes interessadas as informações que sejam de seu interesse e não apenas aquelas impostas por disposições de leis ou regulamentos. Não deve restringir-se ao desempenho econômico-financeiro, contemplando também os demais fatores (inclusive intangíveis) que norteiam a ação gerencial e que conduzem à preservação e à otimização do valor da organização.

EQUIDADE

Caracteriza-se pelo tratamento justo e isonômico de todos os sócios e demais partes interessadas (stakeholders), levando em consideração seus direitos, deveres, necessidades, interesses e expectativas.

PRESTAÇÃO DE CONTAS
(accountability)

Os agentes de governança devem prestar contas de sua atuação de modo claro, conciso, compreensível e tempestivo, assumindo integralmente as consequências de seus atos e omissões e atuando com diligência e responsabilidade no âmbito dos seus papéis.

RESPONSABILIDADE CORPORATIVA

Os agentes de governança devem zelar pela viabilidade econômico-financeira das organizações, reduzir as externalidades negativas de seus negócios e suas operações e aumentar as positivas, levando em consideração, no seu modelo de negócios, os diversos capitais (financeiro, manufaturado, intelectual, humano, social, ambiental, reputacional etc.) no curto, médio e longo prazos.

O sistema de Governança Corporativa em Empresas e Grupos Familiares passa pela composição das três dimensões que integram o controle familiar – a Família, a Propriedade e a Gestão.

1. O papel do protocolo familiar na longevidade da família empresária / Instituto Brasileiro de Governança Corporativa. São Paulo, SP: IBGC, 2018. (Série: IBGC Segmentos). 32 p.

Cada uma dessas dimensões deve ser gerida segundo sua própria natureza, suas diretrizes e seus documentos-base. O Acordo de Acionistas atua na esfera da propriedade, o Estatuto Social da S/A atua na esfera da gestão, e o Protocolo rege, sobretudo, a esfera da família, atuando entre (e intra) gerações, bem como no seu relacionamento com a empresa.

CONTATO